• mfermoreira

Consciência e Aceitação: pilares de uma relação de paz com o corpo e com a comida.

É muito comum as pessoas concluírem que não tem uma boa relação com o corpo e com a comida e acreditarem que a solução se resume ao emagrecimento. Porém resolver essa relação conflitante é um processo muito mais complexo, que só piora com a busca incessante em perder peso.

Vejo que há uma visão distorcida da definição de saúde, associada ao conceito de beleza e magreza, sustentada por uma indústria que lucra milhões com a sua insatisfação. Ser saudável não é ser magra e isso deve ficar muito claro! Se para sustentar um peso que você considera ideal, é necessário excluir alimentos da sua vida, se submeter a uma rotina cansativa de exercícios ou ainda deixar de compartilhar momentos com a família ou amigos, porque você terá que se deparar com alimentos tentadores, definitivamente sua saúde está sendo prejudicada,

É preciso entendermos que para melhorar a sua relação com a comida e com o corpo, não existe uma receita padronizada e possível de ser replicada em série. Somos seres humano, com individualidade biológica e psicossocial, que precisa ser considerada. O que funciona para um paciente, não necessariamente funcionará para outro. E assim vamos desenvolvendo um processo de reconhecimento do ser, identificação das dificuldades e traçando novos caminhos.

Não podemos esquecer que o senso comum te leva a crer, que a saída está no controle, na resistência e na categorização dos alimentos. Essas três condições são a base das dietas, estratégia que a literatura científica já comprovou que não promove perda de peso sustentável. Vale lembrar que se dieta funcionasse, não estaríamos vivendo a pandemia da obesidade. Considerada um importante problema de saúde pública que acomete de todas as faixas etárias, gêneros e classes sociais. Enquanto acreditarmos que esta é a estratégia para normalizar a relação indivíduo-comida, continuaremos fortalecendo um sistema patológico.

Acredito que se você chegou até aqui, deve estar se perguntando: "E para onde correr então, se as informações que encontramos reforçam o lema "força, foco e fé" ? ".

Existem alguns pilares que te conduzirão a um caminho mais leve, onde a comida ocupa o seu devido lugar e é possível gostar do seu próprio corpo! Hoje escolhi dois pilares, que considero dos mais importantes:


✨Consciência: É preciso sair do piloto automático! Ele representa a forma contemporânea de desconexão com o corpo e com a satisfação. Tanto em relação a sensações internas, como a externas (aquelas que te conectam com o mundo). Estar consciente do seu estado emocional e das suas escolhas é a premissa básica para fazer escolhas mais assertivas. É um exercício de conhecimento de si mesmo, o vulgo autoconhecimento.


✨Aceitação: Você nunca conseguirá mudar essa relação se continuar se comparando. É preciso olhar mais para você e menos para os outros! Se aceite! Que tal direcionar o seu olhar para o que há de positivo no seu corpo? Que tal aceitar sua rotina e suas dificuldades alimentares? Suas emoções fortes que te fazem comer? O primeiro passo para pensar em mudar é aceitar as coisas como são! Chega da busca constante por um ideal que não existe, seja de beleza, de corpo ou de alimentação! A partir da aceitação genuína, é possível trabalhar o autocuidado e buscar a melhor versão de você!


Posts recentes

Ver tudo

©2019 por Nutricionista Mª Fernanda Moreira. Orgulhosamente criado com Wix.com